Profissional do Hospital São Luiz explica a importância do farmacêutico no ambiente hospitalar

Além de integrar a equipe multiprofissional, o farmacêutico também pode auxiliar no atendimento ao paciente

 

 

Nesta quarta-feira, 25, a supervisora de Farmácia do Hospital São Luiz, Jucilene Mansueta Ferreira Moraes, estará na Faculdade do Pantanal (FAPAN), para ministrar palestra no evento de comemoração ao Dia Internacional do Farmacêutico. A profissional abordará a atuação dessa carreira no âmbito hospitalar e detalhar o funcionamento da Farmácia Clínica Hospitalar da unidade.

 

O Hospital São Luiz, localizado em Cáceres (MT), é uma unidade própria da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. Em sua apresentação, a supervisora também irá contar sobre trabalho pioneiro exercido pela farmácia, de grande relevância para o município e criado na unidade.

 

De acordo com a supervisora, a Farmácia Clínica Hospitalar é uma prática assistencial do uso racional de medicamentos para a promoção da saúde. O farmacêutico atua no ambiente hospitalar como parte da equipe multiprofissional, analisando as prescrições médicas para buscar eventuais problemas como interação medicamentosa, erro de diluição, posologia, duplicidade e intervém de forma preventiva”, afirma.

 

A racionalidade no uso de medicamentos, além do ganho de qualidade da assistência, é também de grande viabilidade econômica, atuando na redução de custos.

 

Sobre o Hospital São Luiz

 

Fundado em 1938, quando Cáceres ainda era um povoado, o Hospital São Luiz nasceu quando o Frei Ambrósio Dayde, da Missão da Ordem Terceira Regular de São Francisco do Brasil, adquiriu uma casa com terreno para abrigar os enfermos, formando um “dispensário”, onde estava sempre a irmã Antônia Rodrigues, freira pertencente à Congregação do Instituto Imaculada Conceição.

 

No mesmo ano, ocorreu a efetivação de convênio com o Estado de Mato Grosso. Em 1940, o dispensário foi transformado em hospital e, a partir da organização dos padres franciscanos, passou a chamar-se Hospital São Luiz. Em 1993, a Sociedade Educadora Beneficente Providência Azul, então proprietária da instituição, passou o Hospital São Luiz à Associação Congregação de Santa Catarina (ASCS). Em dezembro de 2018, após uma reestruturação, a ASCS transferiu a gestão da unidade para a Pró-Saúde.

 

Sobre a Pró-Saúde

 

A Pró-Saúde é uma das maiores entidades de gestão de serviços de saúde e administração hospitalar do País. Fundada em 1967, como Associação Monlevade de Serviços Sociais, em João Monlevade (MG), a Pró-Saúde é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos. Tem sob sua responsabilidade 2.068 leitos e o trabalho de cerca de 16 mil profissionais, sendo 2,9 mil médicos, além de reunir um dos maiores quadros de administradores hospitalares do Brasil, contribuindo para a humanização do atendimento hospitalar, em especial do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Com excelência técnica e credibilidade nacional, é uma entidade qualificada como Organização Social de Saúde (OSS) que oferece uma gama de serviços em benefício da vida. A atuação na área de administração hospitalar tornou a entidade amplamente reconhecida no setor, permitindo que a Pró-Saúde ofereça a mesma qualidade em assessoria e consultoria, planejamento estratégico, capacitação profissional, diagnósticos hospitalares e de saúde pública, gestão de serviços de ensino e muitos outros. A entidade faz a gestão de quatro Centros de Educação Infantil, em São Paulo, cidade em que também fica localizada a sua Sede Administrativa.